23 de nov de 2018

Capitulo nº 02, continuação do Capitulo 01


Dando continuidade neste capitulo, será analisado o tipo apartamento, com as seguintes características 03 quartos, sendo 01 suíte, varanda, piscina, 02 vagas de garagem (sala, cozinha, banheiro social e de serviço deixamos de menciona-las por serem comum a todos aos apartamentos) e, o bairro continuará sendo o centro. Se considerarmos todos os tipos de apartamentos, no centro e com todas as caraterísticas totalizaram 1.523. As amostras, as estudadas abaixo (391), representaram 25,67% deste total.

Gráfico Valor Médio de Venda:

Analise do gráfico: Valor Médio de Venda

Com base nas características e as amostras analisadas (391) no período, o preço médio de venda em 2008 foi R$284.545 mil e atingiu em 2016 o valor máximo de R$ 654.615 uma evolução de 130,06%. O valor de 2017(R$612.500) se comparado com o ano de 2016(R$654.615) representou uma queda de 6,43%. Apresentamos como complemento de analise o coeficiente de variação que é um dado estatístico que representa a relação entre o desvio padrão e a média do preço de venda.
A seguir os coeficientes de variação, que seria uma média relativa de dispersão útil para podermos comparar o grau de concentração em torno da média.
O ano de 2008, influenciado pelas quantidades das amostras (11), o preço médio de venda foi de R$284.545 com um coeficiente de 32,15% (alta dispersão-heterogênea) o que, seria mais confiável considerar a mediana R$260 mil do que o preço médio de venda, para efeito de análise do mercado de imóvel. O ano de 2010 foi o que apresentou a maior coeficiente variação 32,50% onde o total de amostras foi de 73 e um preço médio de venda de R$330.956 com (alta dispersão-heterogênea) onde a mediana foi de R$300mil e voltando a cair em 2016 para 30,27% (alta dispersão-heterogênea) onde o preço médio de venda chegou a R$654.615 e a mediana R$640mil.
Os menores coeficiente de variação foram: Ano 2013 com 16,70% (media dispersão), preço médio de venda de R$551.774, mediana de R$540mil e um total de 62 amostras; logo a seguir o Ano 2014 com 17,51% (media dispersão), preço médio de venda de R$602.428, mediana de R$580mil e um total de 53 amostras e finalmente o ano de 2015 com 20,27% (alta dispersão), preço médio de venda de R$609.964, mediana de R$630mil e um total de 28 amostras. Do total das amostras (391) dos vistos acima, 33,24% eram nascentes e 66,75% eram poentes.
1- Analise da Media no Triênio
Anos                   PMV(R$)             Área(m2)          PMV/m2   
2009/10 e 11      340.107,00            119,00             2.896,00
2012/13 e 14      558.691,00            120,00             4.902,00
2014/15 e 17      623.089,00            107,00             5.867,00

2- Analise da Mediana no Triênio
Anos                   PMV R$                Área m2          PMV/m2   
2009/10 e 11      330.000,00           110,00             2.796,00
2012/13 e 14      550.000,00           104,00             5.052,00
2014/15 e 17      630.000,00           101,00             6.195,00
1 - Analise do mercado para o triênio 2009 a 2011:

O que se observou neste triênio, apresentado acima na forma de gráficos, foi um coeficiente de variação de 27,08%, significando alta dispersão dos dados, onde a média foi R$340.017 e a mediana R$330.00,00. Verificamos que tanto a média como a mediana, dos valores de venda, considerando 50% quartil, ficaram entre os intervalos variando de R$280mil a R$391.250 representado uma amplitude de R$111.250,00. Neste triênio o valor médio do m² variaram entre R$2.773 a R$3.319.

2 - Analise do mercado para o triênio 2012 a 2014:



 O que se observou neste triênio ( 2012 a 2014), apresentado  acima na forma de gráficos, foi um coeficiente de variação de 20,92%, uma alta dispersão dos dados, onde a média foi R$558.691 e a mediana R$550.00,00 apresentaram  em relação as do triênio anterior um aumento de 64,31% e 66,67% respectivamente. Verificamos que os valores de venda, considerando 50% quartil, ficaram entre os intervalos de R$490mil e R$640mil com uma amplitude de R$150.000,00 um aumento de 34,83% em relação a do triênio anterior.  Os valores médios do m² variaram entre R$4.091,00 e R$5.526.00 respectivamente, em relação as do mesmo triênio anterior.

Gráfico Valor Médio/ m²:

Analise dos gráficos: Valor Médio de Venda por M²
Consideramos para análise do valor médio por metro quadrado do tipo apartamento, com características 03 quartos, sendo 01 suíte, varanda, piscina, 02 vagas de garagem e o bairro escolhido centro. (sala, cozinha, banheiros social e de serviço deixamos de menciona-las por serem comum a todos aos apartamentos) e, as informações do Capitulo 02.

No período de 2008 a 2010 o valor médio de venda por m² ficou quase inalterado com variações inexpressivas ficando o coeficiente de variação em 19,86% (media dispersão dos dados) com mediana de R$2.698,00 e média de R$2.671,00. De 2011 para 2013 o valor médio de venda teve um aumento de 31,51% com coeficiente variação de 31,51% (muito alta a dispersão dos dados) com mediana de R$4.021,00 e média de R$4.021,00.  A partir de 2013 continuaram crescendo até 2016, anos de grande euforia do mercando, quando o valor médio de venda por m² atingiu R$5.988,00, em 2016.

Gráfico Área Média/ M²:
 Analise do gráfico: Área Média (M²)

Consideramos para análise do valor da área média (m²) o tipo apartamento, com características 03 quartos, sendo 01 suíte, piscina, varanda e 02 vagas de garagem o bairro escolhido foi o centro (sala, cozinha, banheiros social e de serviço deixamos de menciona-las por serem comum a todos aos apartamentos e, também, as informações do Capitulo 02.
Neste período para as 391 amostras o valor médio do m² variaram dentro do intervalo mínimo de 103,04m² e no máximo de 135,44m² em 2012 a partir deste ano começaram a cair chegando a 110,85m² em 2016. Podemos concluir o valor do m² não teve nenhuma interferência para a valorização do imóvel ela foi somente especulativa. Podemos observar tal fato pelo seu coeficiente de variação de 26,58% (alta dispersão dos dados), mediana de 110,00m² e média de 118,00m².
Nossa próxima apresentação:
Analise do tipo casa linear, com as seguintes características 03 quartos, sendo 01 suíte, varanda, churrasqueira, piscina e 02 vagas de garagem (sala, cozinha, banheiro social e de serviço deixamos de menciona-las por serem comum a todos aos apartamentos) e, o bairro continuará sendo o centro.

AGRADECIMENTOS:
Não poderia deixar de externar meus agradecimentos ao Arquiteto Dr. Claudio Valadares, ao Engenheiro Dr. Edmundo Crespo Waked e ao meu amigo e antigo funcionário Wilsinei Gomes de Souza, pelas suas opiniões e contribuições para o enriquecimento deste trabalho. Espero poder estar colaborando com este trabalho para uma melhor visão do Mercado Imobiliário de Campos dos Goytacazes/RJ

12 de dez de 2017

O Mercado Imobiliário de Campos dos Goytacazes/RJ nos anos de 2008 a junho 2017

Introdução:
Inicialmente a jornada começou sem muito interesse profissional mais, ao passar do tempo vi que poderia ser de grande importância para o Mercado Imobiliário de Campos dos Goytacazes/RJ. Levamos quase 10 anos (2008 a junho 2017) para montar este banco de dados que a meu ver, poderia ser utilizado como um banco de dados para nossa região. Foram aproximadamente 13.000 amostras selecionadas principalmente, se contivessem dois itens básicos preço de venda e área, para fazerem parte do banco. Os anúncios selecionados foram somente de bairros de nossa região e retirados de anúncios classificados de jornais de grande circulação, sites particulares e de compra, e dos meus clientes. No trabalho de criação do banco conseguimos catalogar 16 tipos de imóveis, 135 bairros e 17 características de imóveis. Apesar dos anos, um grande trabalho foi realizado para que pudéssemos transformar estas informações do Banco de Dados do Access e exporta-las para o Excel e a utilizarmos no B.I (Business Intelligence). Estaremos publicando o resultado deste trabalho em capítulos e esperamos que as informações que serão transmitidas possam ser de grande valia ao Mercado Imobiliário de Campos.   

Capitulo nº 01:
Iremos fazer uma analise do tipo apartamento, com as seguintes características 02 quartos, sendo 01 suíte, varanda, 01 vaga de garagem (sala, cozinha, banheiros social e de serviço deixamos de menciona-las por serem comum a todos aos apartamentos) e, o bairro centro. Se considerarmos todos os tipos de apartamentos, no centro e com todas as caraterísticas totalizaram 3.151. As amostras, as estudadas abaixo (515), representaram 16,34% deste total.

Gráfico Valor Médio de Venda:



 
Analise dos gráficos: Valor Médio de Venda

Com base nas características e as amostras analisadas (515) no período, o preço médio de venda em 2008 foi R$182 mil e atingiu em 2015 o máximo de R$ 364 mil uma evolução de 99,05% e, neste ano os meses, que apresentaram valores acima de R$400 mil foram: janeiro R$420 mil, abril R$407mil e outubro R$417mil. A partir de 2015 começaram a cair chegando em 2017 a R$306 mil, uma queda de 15,99% e, apresentaram valores médios de venda em março de R$285mil, maio R$326 mil e julho R$255 mil. Apresentamos como complemento de analise o coeficiente de variação que consiste em dado estatístico por apresentar uma relação entre o desvio padrão e a média do preço de venda.
Apresentamos a seguir o comportamento destes coeficientes de variação, que é uma média relativa de dispersão útil para podermos comparar o grau de concentração em torno da média. Vejamos a seguir o seu comportamento com os anos a seguir: Ano 2008 talvez, devido quantidade das amostras 06, o preço médio de venda de R$183 mil o coeficiente foi 33,34% (alta dispersão-heterogênea) e mediana de R$200 mil. Em 2011, com as amostras (94) e o aumento do valor médio de venda (R$237 mil) o coeficiente foi 14,39% (baixa dispersão- homogênea estável) e mediana de R$244 mil. Em 2015, ano do pico máximo, o valor médio de venda foi de R$364 mil, com amostras (45) o coeficiente foi 26,25% (média dispersão) e a mediana R$370 mil.
Para o período, 2008 a junho de 2017 e as 515 amostras vista no Capitulo 01, o valor médio de venda foi de R$273 mil e o coeficiente de variação do valor médio de venda foi de 28,87%(media dispersão) e a mediana R$260 mil. O valor médio de venda atingiu o mínimo de R$14 mil(11/10/2009) e o máximo de R$590 mil (11/10/2015) e do total destas amostras 75,34% dos apartamentos (388) eram poente e 68,04% tinham churrasqueira (264) e, 24,66%  eram nascente (127) e somente 69,29% tinham churrasqueira (88).
.
Gráfico Valor Médio/ m²:




Analise dos gráficos: Valor Médio de Venda por M²

Consideramos para análise do valor médio por metro quadrado do tipo apartamento, com características 02 quartos, sendo 01 suíte, varanda e 01 vaga de garagem o bairro escolhido foi o centro (sala, cozinha, banheiros social e de serviço deixamos de menciona-las por serem comum a todos aos apartamentos) e, as informações do Capitulo 01.

No período de 2008 a 2015 o valor médio de venda por m² apresentou um crescimento constante onde os valores cresceram de R$2.111,00 a R$5.663,00 em termos percentuais 168,26% para um total de 472 amostras estudadas. Neste período o coeficiente de variação oscilou entre 25,00% a 21,33% índices considerados de média dispersão. Em 2011 o preço médio/m² chegou a R$3.301,00 com o coeficiente de 18,54%(media dispersão) e mediana de R$3.403,00 e o segundo (2015) o coeficiente foi 21,33%(media dispersão) e mediana de R$5.932,00. A partir de 2015 começa uma desaceleração e, em junho de 2017 o valor médio de venda/m² atingi R$5.085,00 com um coeficiente de 15,55% (mantendo - média dispersão) e uma mediana de R45.465,00.

Neste período para as 515 amostras e as mesmas características do Capitulo 01, o valor médio de venda/m² atingiu o mínimo de R$182,67/m² (11/10/2009) e o máximo de R$9.049,17/m² (17/07/2015). A media neste período foi de R$3.963,76/m² e o coeficiente de variação foi de 35,11%(alta dispersão-heterogênea) a mediana, R$3.846,00/m².
Gráfico Área Média/ M²:


Analise do gráfico: Área Média (M²)



Consideramos para análise do valor da área média (m²) o tipo apartamento, com características 02 quartos, sendo 01 suíte, varanda e 01 vaga de garagem o bairro escolhido foi o centro (sala, cozinha, banheiros social e de serviço deixamos de menciona-las por serem comum a todos aos apartamentos) e, também, as informações do Capitulo 01.
Neste período para as 515 amostras o valore médio da área (m²) atingiram o mínimo de 41,25m² (11/10/2009) e máximo de 140,00m² (11/10/2015). Comparando o ano de 2008 com o final de junho de 2017 (59,82 m²) verificamos uma redução de 30,00% na área neste período aproximado de 10 anos, e na média anual queda de 2,7%. O valor da área media foi de 71,46m² e coeficiente de variação 17,72% (media dispersão) e mediana de 72,00m².

Nossa próxima apresentação:
Analise do tipo apartamento, com as seguintes características 03 quartos, sendo 01 suíte, varanda, piscina, 02 vaga de garagem (sala, cozinha, banheiro social e de serviço deixamos de menciona-las por serem comum a todos aos apartamentos) e, o bairro continuará sendo o centro

AGRADECIMENTOS:
Não poderia deixar de externar meus agradecimentos ao Arquiteto Dr. Claudio Valadares, ao Engenheiro Dr. Edmundo Crespo Waked, ao Dr. Manoel Maia, Presidente do CRECI e ao meu amigo e antigo funcionário Wilsinei Gomes de Souza, pelas suas opiniões e contribuições para o enriquecimento deste trabalho. Espero poder estar colaborando com este trabalho para uma melhor visão do Mercado Imobiliário de Campos dos Goytacazes/RJ.

4 de jun de 2015

Setor imobiliario de Campos dos Goytacazes-Junho 2015

Estamos de novo com o setor imobiliário (nacional, estadual e municipal) em crise, fase aos escândalos da Petrobras e de politicas fiscais que o governo está impondo, para tentar tirar o País desta grande crise, e que vem afetando o poder de compra daqueles que movimentam a economia (trabalhadores) e, também, daqueles que geram riquezas (setor industrial e construtoras). Esta situação vem gerando uma crise crucial no setor imobiliário, principalmente para quem quer comprar e construir. Para comprar hoje está mais difícil devido a queda do poder de compra face à inflação. No caso da compra de um imóvel ser financiado fica ainda mais difícil, pois terá que dispor em dinheiro 50% do preço de venda e o restante 50% dependerá de sua renda (que a qualquer momento, também, poderá desaparecer), dos juros e taxas (10%a.a e outras disfarçadas) o comprador não se arriscará, pois será o seu suicídio, pois caso fique inadimplente perderá o seu imóvel. A construtora em contra partida vai reduzir a oferta visto que os preços dos imóveis prontos terão uma queda acentuada e, com isso talvez os preços dos imóveis se estabilizem e o setor volte a crescer dentro de uma nova realidade.

17 de jun de 2013

Mercado de Campos - Renda x Dificuldade de Venda

O Jornal Globo publicou neste 16/06/2013 no tabloide economia "além do IPCA" que em mai/2012, se comparado com mai/2013, a Renda de R$12.500,00 passou para R$13.250 representando um acréscimo de 6% e o gasto total (supermercado, alimentação  fora de casa, combustível, cursos, condomínio, farmácia, TV a Cabo, celular, internet), neste mesmo período, passou de R$9.100,00 para R$11.250,00 um aumento de 23,62%. Estes dados mostram que com uma renda de R$13.250,00 não podemos comprar um imóvel novo, usado ou terreno no valor de R$250 mil, financiado pelo sistema financeiro. Considerando mai/2013 o seu saldo foi de  R$2.000,00(R$13.250,00-R$11.250,00) o que não lhe permitiria comprar um imóvel novo, usado e até um terreno no valor de R$180mil a R$250 mil. Vejamos o exemplo preço de venda, financiado pela CEF, no valor de  R$250mil, idade 24/03/1965(48 anos), prazo financiamento de 387 a 420 meses, juros nominais 8% a 8,2785% +TR, valor 1ª prestação R$2.235,14 e para R$180mil seria de R$1.619,59. Se outros gastos forem considerados (IPTU, Cartão credito, IR, outros) podemos constatar que o mercado imobiliário de Campos irá encontrar dificuldades para vender um imóvel acima de R$180mil, para uma renda mensal de R$13.250,00. Não é incrível!!!!. OBS  Esta renda é de um casal com uma filha de 2 anos.

12 de nov de 2011

Mercado Imobiliario de Campos

O mercado imobiliário de Campos vive um grande momento com o avanço dos projetos do Porto do Açu. O mercado é pontecial mais ainda estamos convivendo com problemas que é saber para quem estamos vendendo. O poder aquisitivo interno em sua maioria não é expressivo e estamos vendendo para um pequeno numero de consumidores de poder elevado, principalmente influenciado na perspectiva do progresso futuro. O mercado esta especulativo, os terrenos e grandes residencias são alvos de especulações e suas aquisições estão inviáveis e, com isso os projetos imobiliários, também, estão inviáveis para atender a estes consumidores internos. Devemos ter cuidado e nos prepararmos para não incidirmos nos erros que passaram  Macaé e outras cidades que se desenvolveram com o avanço industrial. Os politicos deverão atuar em conjunto com a população de Campos para nos tornarmos um Municipio de grande poder economico, formador de mão-de-obra e de prestadores de serviços para alavancarmos mais ainda os setores comercial e industrial.  

30 de jul de 2011

Comprar Imovel Pronto ou Lançamento

Pronto - SFH                               Construtora - Lançamento
Investimento:R$150.000,00        Investimento:R$150.000,00
Entrada:R$$54747,25                 Entrada:10% R$15.000,00
Saldo Financ:R$99.252,75         4Parc.(5x5meses) 18% R$6.750,00
Prazo meses:360                        24 meses-12% R$750,00
1ª Prest(Tx+Seg):1.048,40         Chaves-10% - R$15.000,00
Ultima(simulador da                    Total-50% - R$75.000,000
CEF) R$303,45                           Saldo Financ:R$75.000,00
Renda R$3.500 c/FGTS              335 meses 10%a.a TP
Juros 8,6%a.a+TR                       (1ª e ultima) R$665,97
Idade 30 anos

Comentarios:
1-O que podemos verificar que o comprador caso venha optar por qualquer das duas hipoteses, pronto ou em construção, obedecidas as premissas acima e que não houve correção pela inflação, o total pago em ambas foram de: Pronto(SF) R$307.322,15 e no lançamento(Construtora) R$305.600,05
O que observamos, também, é que o saldo no caso de lançamento( Construtora) poderia sofrer variações se fossem incluidas taxas de seguros e administrativas, já que nas prestações do SFH estas depesas representam aproximadamente 10%.
2- No final de 360 meses o que podemos observar é que este imóvel deverá estar valendo no mínimo R$308 mil reais se não o comprador estará perdendo visto que, neste periodo, o total pago representou 105,33% sobre o valor do imóvel R$150mil, ou 2,43% a.a
Vejamos o imóvel de R150mil em 30 anos:
2.1 Taxa de 10% a.a
* Simples: R$600mil
** Compostos: R$2.627mil

2.2 Taxa de 8,60%a.a
* Simples: R$537mil
** Compostos: R$1.782mil

2.2 Taxa de 5,0%a.a
* Simples: R$375mil
** Compostos: R$648,29mil

Conclusão:
O estudo, evidente não levou em consideração os aspectos macro economicos, meio ambiente, politicas nacional e internacional e a inflação, ele mostra o que está acontecendo, caso não tenhamos inflação, e sim,  ajudar ao cliente, investidor ou comprador, na sua escolha na compra do imovel, pronto ou em lançamento. Mostrar, também, se é mais vantajoso investir em imóvel, pronto ou em lançamento, e alugar ou  investir.

14 de jun de 2011

Minha vida é minha casa

Atenção amigos que estão querendo comprar imóvel financiado se beneficiando do insentivo de "Minha Casa Minha vida". Construtoras e bancos estão se movimentado para aprovar limite de financiamneo junto ao governo federal. O que é bom para o comprador, dependendo da renda, que poderá trocar seu imóvel por um maior e ou melhor, vendendo o seu, que também estará sendo valorizado, já que o mercado ainda é carente de imóvel. Por outro lado, este mesmo mercado com uma decisão favoravel passando para a faixa de R$170.000,00, não irá favorecer a classe de de baixa renda e estimular a oferta de imóvel da outra a faixa, visto que nesta classe o salario não sofreu grandes alterações e incluisive vem perdendo o seu valor de compra, face as distorções nos indices inflacionarios. Quem está procurando imovel se beneficiando de Minha Casa, Minha Vida, procurem aproveitar o  momento para comprar-lo  e não ficarem na ilusão de "Minha Vida é Minha Casa" 

11 de jun de 2011

Inflação baixa bom para investir

Ola pessoal, estou de volta. Locatario aproveite que os alugueis irão cair, devido a inflação estar sobre controle, e com isso sua renda poderá ser deslocada para novos investimento inclusive, para comprar seu imóvel em lançanento ou em construção. O seu sonho poderá ser realizado no Natal. O mercado em Campos não está tão aquecido e estamos aguardando grandes investimentos para norte fluminense. Aproveitem esta oportunidade! Abraços para todos.

9 de mar de 2011

Olha o Leão aiiiiii!

Caros amigos voces que são propietários de imóveis alugados e investidores separem suas documentações para facilitar declaração, não deixe para ultima hora. Algumas dicas para quem comprou imóvel no exercicio de 2010:  O contribuinte pode utilizar qualquer documento que comprove a compra do imóvel tais como: contrato de compra e venda, compromisso, doação ou permuta. Será necessário os documentos,  CPFs ou CNPJs  das pesooas ou empresas envolvidas na transação. Para os Locadores guardem os comprovantes dos recebimentos de pagamento dos alugueis, bem como: IPTU, condominio e de todas as despesas do imovel locado. Em caso de duvida consulte seu contador, um erro poderá trazer um prejuizo maior e, o mais importante não deixem de conversar antes de fazer suas declarações com os locatários e compradores para não serem pegos de surpresas? 

5 de mar de 2011

O mercado imobiliário de Campos

Ola amigos estou de volta, não é fácil manter atualizado, com o nosso dia a dia bastante atarefado. Fiquem atendo ao mercado as novas medidas do governo como: aumento da Selic, cortes orçamentarios, conflitos internacionais, freio do crescimento economico e valorização do real, aumento das importações, devido queda do dolar haverá uma queda no consumo de produtos nacionais, acredito que deverá sobrar para o mercado imobiliário, principalmente para imóveis onde, de valor de R$130mil onde para compra-lo a renda familiar deverá estar em torno de  R$1.300,00 a R$1.500,00. Desta forma antes de comprar seu imóvel pesquise batante ou use nossa consultoria para ajuda-los em sua compra. Até muito breve!

30 de out de 2010

Correção do aluguel out/2010

Saiu o IGP-M de out/10 com uma variação no mês de 8,98% e para os últimos 12 meses de 8,81%. Esta variação no mês já é maior em 1,02% em relação ao dos últimos 12 meses. Caso não tenhamos surpresas no mercado internacional, variação no valor das moedas internacionais, expectativas no mercado interno, queda no valor dos produtos e mercadorias nacionais e aumento na taxa de juros interna (banco central e bancos comerciais). Nossa expectativa é que o IGP-M possa chegar no final do ano em 11,17% e se, após as eleições, o salário mínimo for R$600,00, um aumento de 17,14% em relação ao anterior (R$510,00), e com isso o valor da locação(aluguel e encargos), no final do ano sofra um reajuste, poderá sofrer uma variação, no mínimo, de 12,19%, considerando um aluguel de R$500,00, encargos do condomínio de R$200,00 e o salário mínino de R$600,00.    

22 de out de 2010

Valor do m² apto nasc.,sala,3qtos sendo 1 suite, piscina,2 vagas -CENTRO

Você quer fazer investimento em imóvel nos lhe daremos a segurança e a assesoria necessária.
Pesquisando nosso banco de dados de imoveis prontos ofertados Nos Jornais Folha da Manhã
e O Diário, tiramos algumas amostras de imóveis nesta localidade e com as seguintes caracteris-
ticas: Sala, 3quartos, sendo 1 suite,varanda, psicina, churrasqueira e 2 vagas na garage.
FOLHA DA MANHÃ - ANO 2009/2010                        Chamamos a atenção que a localização centro
DIA/MÊS   PREÇO VENDA      M²               PV/M²        tem um raio de extenção muito grande abrangen- 
29/03/09    290.000,00            105,00        2.761,90      do a Av. Pelinca, ruas paralelas e transversais en-
28/04/09    410.000,00            130,00        3.153,00      tre a 28 de Março e Beira Rio( Rui Barbosa e XV
02/12/09    550.000,00            160,00        3.437,00      Novembro), o que talvez justique as variações nos
04/10/10    520.000,00            186,00        2.795,70      PV/M2. O que notamos nos dados apresentados 
10/10/10    300.000,00            110,00        2.727,20      que o PV/M² , considerando a media do periodo  
O DIARIO - ANO 2009/2010                                           2009 R$PV/M²=2.975,02 e 2010=R$2.949,46,

DIA/MÊS   PREÇO VENDA      M²                PV/M²      não sofreu variação significativa. Na proxima esta-
29/03/09    280.000,00            120,00         2.333,30     remos comentando sobre um novo bairro. 11/10/09    430.000,00            130,00         3.307,60     Fiquem atentos?
15/12/09    340.000,00              97,00         3.505,10    
12/09/10    350.000,00            130,00         2.692,30
18/09/10    320.000,00            110,00         2.909,00

14 de out de 2010

Aluguel e Minha Casa Minha Vida

Uma relação que vem preocupando e trazendo certa intranqüilidade ao mercado de locação, podendo até inibir novos investimentos no setor de locação, são os aumentos dos encargos sobre o aluguel, como IPTU, Seguros, IPTU e outros. Vejamos um exemplo: Aluguel R$2.000,00, Cond./mensal R$550,00, Seguro/mensal R$20,00 e IPTU/mensal R$250,00, total da locação R$2.860,00. Custo adicional  43% sobr o valor do aluguel(R$2.000,00). Esta situação vem permitindo que locador e locatário negociem o aluguel, visto que os encargos não são negociados. Tal situação poderá a levar a procura de areas menos valorizadas.
Minha Casa Minha Vida, também vem preocupando não só o governo e comprador, pois com a valorização dos imóveis o comprador, com até 3 salários, não conseguirá realizar o sonho de sua vida. Com esta renda para se beneficiar do subsídio só poderá comprar um imóvel até R$ 90.000,00, e mesmo assim deverá dar uma  entrada de R$12.604,05 e pagará por mês R$450,00, caso tenha 40 anos. O construtor por outro lado, também, deixará de ter benefícios como no Regime de Tributação Especial que reduz de 6% para 1% a soma das alíquotas de PIS, COFINS, CSLL e imposto de renda.